quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

FRANCES E HISTÓRIA NA SALA DE AULA: SERÁ QUE DÁ CERTO?


Uma coisa curiosa aconteceu comigo ontem. Eu estava dando aula na turma do 8º ano C, da Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machado, falando sobre pensadores iluministas -, matéria que geralmente não provoca muito interesse nos alunos - quando fui pega de surpresa com uma pergunta: - Professora, a senhora não pode ensinar francês para a gente?

Primeiro eu ri, achei engraçado, depois eu fiquei surpresa porque eles realmente estavam me fazendo uma proposta. Querem que eu tire alguns minutos do final da aula para ensinar o (pouco) que eu sei de francês para a turma.

Eu já tenho lá quase 20 anos de magistério e nunca havia acontecido isso. Então eu fiz um acordo com eles: os 10 minutos finais da aula - começando hoje - eu tiraria para estudarmos francês. Já preparei o material do primeiro dia: vou trabalhar a pronûncia. Tenho também material audiovisual. Agora é aguardar para ver se o interesse é passageiro ou não.

Caso os alunos se entusiasmem, já estou aqui fazendo meus planos de trabalhar com eles pequenos textos - futuramente - em francês, onde eles possam ler, compreender e traduzir. No início, textos pequenos e simples, depois alguns fragmentos de textos que tenham alguma relação com história. Não sei se eles irão sair falando francês, mas vai ser um incentivo a mais para que eu pratique e uma motivação para que os alunos desejem conhecer outros tipos de linguagem.

2 comentários:

Goliardos disse...

Olá Natania,
Parabéns pelo seu blog, é excelente, principalmente por você relatar um pouco de suas experiências na sala de aula.
Isso é fundamental para o compartilhamento e aprimoramento de idéias.

estamos seguindo seu blog.

Um grande abraço.

Jana B. disse...

Às vezes (na maioria delas) o que é colocado no currículo não é o que os alunos querem estudar.

A "casadinha" Francês e História já permearam minhas aulas...rsrs. Mas, foi uma ideia minha, pois geralmente nos deparamos com expressões ou palavras francesas nos textos de História. Até mesmo os autores (historiadores) de alguns textos. Então, p/ explicar alguma expressão ou pronúncia correta de algumas palavras, comecei a ensinar um pouco da língua francesa p/ turma. Eram apenas expressões, mas eles passaram a prestar mais atenção nas aulas.Fiz isso tb c/ o inglês.