quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Sugestão de trabalho usando receitas de família

Estou estudando memorialistas nas minhas férias, então devo citar algumas coisas interessantes que tenho lido aqui no blog, com uma certa frequência. Acredito que se possa fazer bom usos de algumas dessas informações para desenvolver um trabalho interessante com os alunos na sala de aula. Vou começar com algo bem exótico: a culinária. Deparei-me com uma comida típica portuguesa nas memórias da professora Áurea Nardelli: Ovos verdes. Cuja receita segue abaixo.

Ovos Verdes (do livro - Cozinha Tradicional Portuguesa Editorial Verbo)

Ingredientes:
Para 4 pessoas

  • 8 ovos cozidos
  • 1 colher de sopa de margarina
  • 2 colheres de sopa de salsa picada
  • sal
  • pimenta
  • 1 ovo inteiro
  • farinha
  • óleo

Confecção:

Cozem-se os ovos durante 10 minutos a partir da fervura.
Passam-se imediatamente por água fria e descascam-se. Depois de frios cortam-se ao meio no sentido do comprimento, e com a ajuda de uma colher de chá retiram-se as gemas, tendo o cuidado de não partir as claras. Deitam-se as gemas numa tigela e, com um garfo, misturam-se com a salsa e a margarina. Temperam-se com sal e pimenta e enchem-se as claras com o preparado. Passam-se os ovos por farinha e depois pelo ovo batido temperado com sal. Fritam-se em óleo bem quente. Acompanham-se com arroz de tomate e salada.

Dica para trabalhar o tema na escola: pedir aos alunos que tragam uma receita de família, algo que não se encontra em qualquer restaurante, passado e pai para filho, por várias gerações. O professor monta um livro de receitas junto com os alunos (que podem inclusive ilustrar, ou acrescentar fotos do prato em questão, acompanhado ou não de quem o produziu), onde o alunos faz uma espécie levantamento histórico da receita (fala sobre a pessoa que a introduziu, por quantas gerações que ela está na família, o significado que ela tem, etc). Dá uma pesquisa muito boa onde se trabalha muitos conceitos relacionados à memória e ao tempo.

Mas atenção, o professor dever preparar um roteiro para que o aluno possa elaborar uma pesquisa usando uma "metodologia" que permita dar ao trabalho realizado mais relevância. Sem roteiro, a pesquisa corre o risco de "desandar".

Atenção: Esta postagem, assim como a idéia nela contida podem ser reproduzidas livremente, desde que citada a fonte e a autora.

4 comentários:

Prof. Adinalzir disse...

Muito interessante! Não existe nada melhor do que as receitas do tempo da vovó. E essa é uma delas...

Abraços, :-)

leila disse...

Realmente interessante e inovador nas aulas de História....vou experimentar esta ideia neste novo ano letivo.

Natania Nogueira disse...

Essa coisa de misturar história com coisas práticas como o simples ato de cozinhar pode dar bons resultados. Eu ainda pretendo montar um livro de receitas com meus alunos, receitas de família, cada uma contando uma história em particular.

Natania Nogueira disse...

Essa coisa de misturar história com coisas práticas como o simples ato de cozinhar pode dar bons resultados. Eu ainda pretendo montar um livro de receitas com meus alunos, receitas de família, cada uma contando uma história em particular.